Quem sou eu

Minha foto
Psicóloga, escritora,Instrutora de Treinamentos Empresariais e palestrante. Autora dos livros "Ora Direis Ouvir Asneiras" - Editora Papel Virtual; "Exorcize Sua Alma Gorda" - Matrix Editora, publicado no México pela editora Grijalbo - "Exorciza Tu Alma Gorda"; "Clube das Asneiras"; - Matrix Editora; "Cientistas Malucos - Matrix Editora e participação no livro Humor Vermelho 2 - Editora Vermelho Marinho. Facebook: Andréa Cordoniz-Oficina Empresarial
Ocorreu um erro neste gadget

Minha lista de blogs

quinta-feira, 2 de junho de 2011

Almas Gordas raspam o prato. Quem vê jura que vai devorar o próprio. Pois agora já é possível. O italiano Tiziano Vicentini (na foto) criou o prato comestível. Invenção que poderia fácil estar no livro Cientistas Malucos.


Vantagem extra: você não precisa lavar os pratos!
Maravilha!

2 comentários:

Lu Fernandes disse...

kkk Vou preferir o prato convencional!!!!!!!!Engorda menos!!
Obrigada por ter respondido a pergunta que fiz sobre meu livro, Andréa. Com certeza precisarei de mais orientações, como vc se dipôs, vou abusar heim!!! Como funciona? Estou com ele quase finalizado, tendo o arquivo em mãos, levo até as editoras e deixo para que analizem? Mas não corro o risco de copiarem e dizerem não, e em pouquíssimo tempo ter uma surpresa, ao vê-lo publicado por outra pessoa? Este arquivo que deixo, é uma cópia do original impressa, ou somente salvo em mídia?
Outra coisa, no caso de eu querer "bancar" o custo, como isso funcionaria? E o valor é muito alto?Obrigada mais uma vez, se minhas perguntas te incomodarem e você tiver algum site onde eu possa me informar, te agradeço desde já! Bjs e boa quinta!

Andréa Cordoniz disse...

Lu,
Você está no FB? Acho que ficaria melhor passar as informações por lá - nos "falaríamos" melhor.
Ou então via e-mail: cordoniz@globo.com
Bjs

Seguidores

Como sei que você deve estar curioso se sou gorda ou magra, lá vai: já fui muito magra, tipo modelo-manequim (44 quilos distribuídos em 1,63 de altura). Depois passei a engordar (segundo as mulheres) e a me desenvolver (segundo os homens), até ficar gostosa (para os homens) e gorda (para as mulheres). Considerando minhas preferências sexuais, acreditei na opinião deles e acho que me empolguei, então fiquei gostosa demais, se é que vocês me entendem - 64 quilos distribuídos nos mesmos 1,63metros.Hoje, 14 quilos mais magra do que no período de gostosura em excesso, estou quase feliz com meu peso. Claro que se emagrecesse 2 ou 3 quilos, estaria infinitamente mais feliz, mas a vida em geral é assim: estamos a uns dois quilos da felicidade plena - no mínimo. Pois aqui vai um pouco do meu know-how sobre esse , digamos, intrigante mundo da eterna busca do peso ideal que nos faz fazer dietas, tomar remédios, engordar, emagrecer, sentir fome, culpa, desespero, alegria, tentar e errar, acertar,etcétera e tal, até concluir que o único jeito é emagrecer a alma.